Looks na sorte: 1ª semana

looks-na-sorte

Depois de citar algumas maneiras de sair da mesmice com um armário reduzido, pensei que seria um experimento interessante sortear meus looks pela semana. O primeiro motivo que me fez entrar nessa, vou confessar, é a preguiça de escolher roupas que ultimamente me assola, haha. O segundo é para ver ~no que isso ia dar~. É uma maneira de saber se as peças do armário combinam facilmente entre si – pura diversão, haha.

Separei três potinhos de vidro: roupas (aqui incluídas partes de cima, partes de baixo e vestidos), terceiras peças (coletes e casacos) e sapatos. Não pensei muito na hora de separá-las assim, só fiz. Claro, se eu tirava duas partes de cima, eu ficava com a primeira e sorteava de novo até achar uma parte de baixo. Pode não ser tão prático, mas potinhos para fazer isso não estão sobrando por aqui (risos).

O post de hoje é para mostrar para vocês o que saiu dessa brincadeira. Spoiler: até que rendeu muita coisa bacana!

Segunda-feira

sorteando-looks-02

Blusa: Cabide | Saia: Forever 21 | Colete: Youcom | Bolsa: Via Mia | Botinha: Karita

Quando sorteei esse look, eu pensei “nossa, será que essa mistureba vai dar certo?”. Eu tenho um bloqueio meio sem motivo na hora de combinar coletes com camisetas com manga. Sempre acho que fica esquisito. Mas, no final das contas, curti tanto a composição que ela me deu vontade de tirar foto. Inclusive acho que preferi esse novo cenário das fotos do que o anterior, o que vocês acham?

Continue lendo…

Categorias: Estilo

Quando o Pinterest engana

kristina-bazan

É uma das sugestões mais dadas a quem está começando a descobrir seu próprio estilo: cria pastinhas no Pinterest! Pinterest, essa rede social gigantesca com um zilhão de opções para usar uma simples camiseta branca pode ser a salvação para muita gente que anda perdida. É nessas pastinhas que a gente determina, de fato, os looks que amamos.

Mas, nos últimos tempos, tenho percebido que rola uma certa frustração quando tentamos copiar algo do jeito que aparece por lá. A imagem principal do post, por exemplo. Ela é linda, o look é maravilhoso e queremos tudo isso, certo? Bom, quando vamos tentar algo assim em casa, TCHARAM, não tem mágica nenhuma. A composição, que é linda na moça, fica tão sem graça na gente ou tão nada a ver…

Se analisarmos a imagem, percebemos que é o conjunto que a torna tão irresistível. A locação, a modelo, o penteado, a maquiagem, as roupas… Mas o look em si só possui um suéter azul-marinho, uma calça jeans skinny e uma rasteirinha preta. Pronto, acabou, é isso. Quando isolamos as peças para fora do contexto da imagem, percebemos que elas são só itens normais, sem todo esse ~glamour.

E aí que o Pinterest nos engana. Pinamos todas aquelas fotos, pensando que elas vão nos inspirar e quando tentamos na vida real, acabamos frustradas – seja porque a composição não tem nada de mais ou porque ela não combina em nada com a gente. É nesse momento que precisamos assimilar o que diz a Caroline, do Un-Fancy: saiba diferenciar uma foto legal de uma composição que realmente funciona.

A dica para fazer isso é justamente olhar as peças de forma isolada do contexto. Dá uma olhadinha nas imagens que você pinou no seu Pinterest. Analisando friamente, as peças continuam tão legais e desejáveis assim? Elas se encaixam na sua vida e no seu estilo? Você já usou algo parecido e se sentiu bem? Você pode até tentar reproduzir o look no Polyvore para ver se continua tão legal assim. O exercício é isolar os itens e pensar neles de um jeito racional – deixando de lado a sirene emocional que aciona ao ver uma foto bonita.

Por isso, se você se apaixonou por uma composição, olhe de novo. Olhe melhor. Veja e reflita se o que te conquistou mesmo foi a roupa ou foi todo o cenário que ela se encontra. Aposto que esse exercício vai te esclarecer bastante coisa e colocar seus pés no chão em relação a esses desejos de Pinterest. :)

Imagem: Kayture.

Categorias: Estilo

5 maneiras de sair da mesmice com um armário resumido

sair-da-mesmice-01

Ter poucas roupas estimula a criatividade, isso é fato. Mas e quando mesmo com poucas roupas você sente que não está usufruindo de todo o potencial do seu armário? Bom, essa é uma questão que ando passando ultimamente. Estabelecer uma paleta de cores e reduzir o número de peças não é a garantia de que os problemas estão resolvidos. Na verdade, aparecem outros para lembrar que a mesmice está lá marcando presença. Ninguém está totalmente a salvo dela.

Por isso, selecionei algumas das minhas técnicas para conseguir driblar a falta de criatividade e aumentar as possibilidades do meu armário. Esse tipo de aventura ajuda, inclusive, a você olhar suas roupas de maneira diferente – e tentar combinações que você nunca tentou antes. Espero que vocês gostem!

1. Peça para alguém escolher a sua roupa

O nosso olhar já está viciado. A gente acaba optando pelo mesmo uniforme de novo e de novo e não percebe que há muito mais peixes no mar – ou combinações possíveis no armário. Uma pessoa diferente, que pode ser a mãe, o pai, o namorado, a namorada…, têm um olhar diferente do seu e um repertório diferente. Elas não estão habituadas a ficarem plantadas olhando para as mesmas roupas que você. Por isso, podem te dar uma sugestão que você nunca tinha pensado antes. Que tal passar uma semana inteira com as roupas que outra pessoa escolheu para você? Você pode se surpreender positivamente.

Continue lendo…

Categorias: Decoração

Decoração: Casinha descomplicada

casinha-descomplicada-01

Explorando Histórias de Casa, esse blog maravilhoso da Bruna e da Paula, descobri o cantinho lindo da designer Talita Rubinho e do seu marido. Ela é dona da marca Evna de acessórios e também dona de uma decoração fofa, descomplicada e aconchegante. A casa é, além disso, seu ateliê, e dá para ver que cada centímetro valoriza um estilo de vida mais simples e artesanal.

Eu amei cada detalhe e esse clima intimista. A madeira com cor natural e o verde das plantinhas foi o que mais me conquistou. Por isso, trouxe essas fotos lindas para vocês verem e se inspirarem como eu. O que acharam? :)

casinha-descomplicada-02

Continue lendo…