Categorias: Inspiração

Ode à feminilidade

Passei muito tempo sem fazer posts com conteúdo. Fico incomodada demais quando sinto que o blog virou um depósito de imagens bonitas. Claro que imagens sempre nos trazem grandes inspirações e ótimas ideias, mas um pouco de palavra também me aproxima de vocês! Quero saber tudo, principalmente do que acham do blog! Podem comentar à vontade.

Esse post demorou um pouco para ficar pronto. Conciliar trabalho, faculdade e blogs é difícil, mas eu faço questão. Nada me acalma mais do que blogar e dividir com vocês tudo o que tenho aprendido! Claro que erros fazem parte, né, a Lia que o diga, sempre consertando os meus. :P

Gosto muito de dizer a vocês que a moda está para uma mulher mais feminina. Não que eu dispense minhas calças boyfriend, mas se enfeitar toda com elementos que valorizem mais o corpo é bom demais. Eu me identifico muito com as inspirações que estou prestes a mostrar a vocês. Todos esses elementos apareceram nos últimos desfiles brasileiros e estrangeiros também. E tem tudo para pegar nesse verão. Olhem só!

Inspirações campestres: todo o clima bucólico desse estilo de vida vem à tona nesse verão. A personificação da camponesa se traduz em tranças, estampas xadrez delicadas tipo vichy, florais em cores femininas, tecidos de puro algodão, crochê e couro em cores naturais como o marrom claro. Objetos em palha e os tão falados clogs também entram nessa “categoria”. É uma inspiração campestre para o cenário urbano!

Inspirações boudoir: boudoir é uma palavra francesa que significa “quarto de moça”. Era aquela parte do cômodo onde as mulheres dedicavam especialmente para se enfeitar. Não há uma expressão mais feminina que essa, e nenhuma moda também. Rendas, plumas e tecidos como cetim, seda, tule e cashmere vão muito bem, principalmente se misturados.

Inspirações ladylike: tudo bem romântico, essa inspiração abusa de vestidos rodados e acinturados, de estampas florais delicadas, de tecidos leves como o tule, de transparências, de corações e muitos, muitos, muitos (!) laços. Sempre com um cinto para definir melhor a cintura e bolsas pequenas e fofas para acompanhar o visual. As cores são as mais doces possíveis.

Interpretando para o nosso dia a dia, as peças devem ser mais leves possíveis para aguentar o calor do verão. Brincos e colares de pérola, corseletes inspirados em lingerie, saias godê, vestidos leves marcando a cintura, sapatos de boneca com salto médio, bolsas pequenas, flores ou laços para colocar no cabelo.

As famosas mais femininas que conhecemos, sabem traduzir a moda de um jeito bem bacana. Scarlett Johansson consegue pegar os três tipos de inspirações e transformar num estilo único. Dita Von Teese é obviamente influenciada pelo boudoir e Blair Waldorf, mais feminina impossível!

Nos blogs de moda de rua, as francesas são experts no assunto. Alix interpreta muito bem a moda ladylike. Rihannon, a única americana, se identifica mais com a influência campestre. E Louise sabe mesmo misturar campestre, boudoir e ladylike sem ficar over!

Créditos: Souvenirs, StuddedHearts, Polyvore, JustJared.

Comente aqui

6 comentários

  1. Sarah - Equipe Zoé 27 de agosto de 2010
    às 13:17

    Gente amei tanto seu blog, é tudo tão cativante! Vim te convidar pra conhecer a coleção de verão da Zoé, marca nova de moda aqui em MG. Tá tudo no nosso blog, espero que goste! Beijos!

  2. não me mande flores 27 de agosto de 2010
    às 18:11

    Adoro todas essas tendências bem femininas, cheias de florais, laços, vestidinhos… É como eu gosto de me vestir.

  3. Cacau 28 de agosto de 2010
    às 10:59

    Gabi, demorou mas valeu muito a pena! Tá simplesmente muito legal este post! Significa dizer que você pesquisou, se dedicou e taí um resultado muito bem colocado, bem interessante mesmo, amei como ficou tudo.

    Acho que as mulheres estão em constante mudança, pra se impor mais na sociedade ou pra se destacar muitas vezes se masculinizam demais ou viram objeto demais. Perdem um pouco o foco nas raízes. Todas nós sabemos que a moda é cíclica, que ela revisita coleções passadas e as adapta para o momento atual, buscando trazer uma mensagem consigo. Acho que o título do seu post sintetiza basicamente a mensagem desta moda floral, feminina e delicada: é realmente um resgate e homenagem à feminilidade que muitas vezes as mulheres deixam de lado. É possível ser forte, batalhadora e meiga ao mesmo tempo.

    Eu por exemplo tenho um estilo mais urbano, e a minha própria personalidade forte reflete as coisas que visto. Mas tem dias que você acorda suave, com a meiguice aflorada e até um pouco dengosa, né verdade? Nesses dias corro pra meu vestidinho branco, minha sandália de couro cru, um rosado nas bochechas e na boca e meus colares de pérolas (fake, pq não tou rica hahah).

    Voltar às bases é sempre bom, me inspirei no seu post, e de coração, muito obrigada!

    (desculpa o comentário gigaaaante!)

  4. Giu 29 de agosto de 2010
    às 01:23

    Gabi, eu realmente AMO o seu blog!! Fico sempre esperando os posts, principalmente os recheados como esse! Mostra que não só de futilidades e de “empurrar tendencias” existem os blogs sobre moda. Gosto de posts sobre estilo, e não só sobre tendências você-é-tão-last-week-se-não-estiver-nas-tendências! Tá de super parabéns com o post. Se eu já era fã agora sou fã de carteirinha e tudo!!

    Super beijos!

  5. sejogando 30 de agosto de 2010
    às 23:06

    Ai eu adoro muito esse estilo.
    Gabi.