Categorias: Filmes / Séries

Sessão Hitchcock – Parte 1

Nesses dias, tenho aproveitado o restinho das férias. Adoro poder acordar meio-dia e fazer qualquer coisa à tarde (preguiça feelings mode on). Durante muito tempo quis conhecer os filmes dos grandes diretores de cinema e seus filmes clássicos. Sou uma fã incondicional de filmes antigos, por isso comecei a alugar alguns filmes que ainda não conhecia.

“Há algo mais importante que a lógica: é a imaginação.”

Um dos diretores que fiz questão de conhecer bem foi Alfred Hitchcock, o mestre do suspense. Aluguei váááários filmes dele, mas ainda faltam alguns que quero ver. Nesses posts, vou comentando os filmes que já vi, junto com a sinopse só para vocês terem uma ideia de como é a história. Quem detesta sinopses, pula essa parte!

Eu sou muito medrosa para filmes de suspense, terror e etc, então esse foi um pequeno passo para a humanidade, mas um enorme para mim (hehe)! Poder ver filmes com trilha sonora sinistra e mortes envolvidas na trama, sem precisar da companhia do meu namorado ou do travesseiro para me esconder, já é ótimo! Estou crescendo, manhê!

Psicose (Psycho, 1960)

Psicose começa com a secretária Marion dando um desfalque de 40 mil dólares na imobiliária onde trabalha. É uma tarde quente de sexta-feira e ela pede licença ao patrão para sair mais cedo, e leva consigo o pacote contendo o dinheiro, certa de que seu crime só seria percebido após o final de semana. Com pouco mais de dois dias para fugir, Marion sai dirigindo sem destino pelas estradas. Cansada, vai parar no Motel Bates, um lugar decadente, que quase fechou suas portas após o desvio da auto-estrada. Lá, é recepcionada por um simpático mas estranho rapaz, Norman Bates, um tímido, dominado pela mãe. Após um bate-papo e um rápido sanduíche, acontece o inesperado: Marion é brutalmente esfaqueada enquanto toma banho, numa das cenas mais famosas de toda a história do cinema.

Sem dúvida o filme mais famoso de Hitchcock. Mesmo que vocês não o tenham visto, como não lembrar da inesquecível cena do banheiro, onde a mulher é esfaqueada? Foi o primeiro filme que vi dele, de propósito, afinal, eu tinha muita curiosidade de saber quem era o assassino e por que diabos aquela mulher estava sendo esfaqueada. Muitas cenas me deixaram com medinho, fato! Ah, qual é, eu sou bastante impressionável, e daí?! Hunf… Mas, voltando, foi um ótimo começo para descobrir Hitchcock e esse já me preparou para os outros. E o final deste é surpreendente. Ah! E eu fiquei com medo de tomar banho durante uma semana… Brincadeirinha, tá?! =P

Um Corpo que Cai (Vertigo, 1958)

Madeleine é uma bela mulher que vem sofrendo com uma crise de identidade: ela tem visões e um comportamento estranho. Seu marido convence o amigo, John Ferguson, que é ex-detetive sofre de acrofobia (pânico de altura), a investigar as saídas misteriosas da esposa. Inicialmente, Scottie reluta, mas diante da insistência do colega, ele concorda em seguir a mulher, e acaba se apaixonando por ela. Determinado a ajudar Madeleine, que pode estar possuída pelo espírito de sua bisavó Carlotta, Scottie vai tentar salvá-la do perigo, uma vez que Carlotta tinha instintos suicidas e Madeleine pode tentar se suicidar a qualquer momento. Mas, acontece uma enorme reviravolta e, no final, um grande mistério é revelado, surgindo então o grande vilão da trama.

Ótimo filme indicado pelo meu namorado. Conforme a história se desenrola, também ficamos obcecados por Madeleine! E quando chega o final… WTF? Comassim?!?!?!?! Boca aberta e olhos arregalados na hora! Mas tudo isso no bom sentido, claro, vindo de uma mente tão inventiva quanto a de tio Alfie (posso te chamar assim? me sinto tão íntima agorammm…), só podia ser ele! Nhai, vontadezinha de contar o final… Mas não vou estragar a surpresa de vocês! =D

Comente aqui

4 comentários

  1. Daniele Leal 20 de janeiro de 2010
    às 09:07

    Adoro os filmes dele, Psycho é o melhor.
    Bjo

  2. Priscila 20 de janeiro de 2010
    às 12:55

    Dos dois filmes o único que eu assistir foi Psicose, mais faz TEMPOO e nem me lembro direito como era o filme kkkk só me lembro de algumas cenas
    Dependendo do filme “velho” eu assisto sem problemas, mas se ficar uma coisa MUITO falsa nas cenas eu paro de assistir (eu sei que é por causa da época, mas mesmoa sim não consigo assistir kkk)

  3. Lígia 20 de janeiro de 2010
    às 14:10

    aaaai eu sempre tive vontade de ver filmes antigos! sinceramente, eu mooorro de medo de suspense/terror e qualquer coisa que assuste. kspoaksop
    queria ver, mais nem sei se acho na locadora da minha cidade! vo te que desvendar os mistérios da parte dos antigos ksaopkspoa