Categorias: Internet

Sunday Links #19

Boa tarde, gente! Como anda o domingo de vocês? Dessa vez eu não esqueci de postar o apanhado de links aqui no blog, viu só?! Anotei um lembrete para postar, hahahah. Só pra lembrar: os sunday links acontecem domingo sim, domingo não. Então, depois desse, posto de novo no dia 23 de novembro.

Mas então bora parar de conversar e ir a o que interessa!

separador-1

•  A Armadilha de All About That Bass, da Meaghan Trainor
Da primeira vez que ouvi All About That Bass, percebi que tinha algo estranho. Algumas frases eram bonitinhas, mas não concordava com muitas partes da música e, por causa disso, não entendia qualéqueé do hype todo entre as moças. Até cheguei a pensar que estava exagerando, quando li esse post da Clara. Aí entendi que não estava louca, não.

•  The 12 most romantic small towns in Europe
Não me canso desses posts sobre cidadezinhas da Europa. Esse post é incrível e mostra como é ruim nos importarmos apenas com as capitais nas nossas viagens para o continente. Há tanta coisa linda fora do circuito popular que vale a pena conhecer! Da lista, só conheço Porto, que é lindíssima, mas também recomendaria Braga, outra cidade pequena, fofa e pouco conhecida.

•   21 Bobby pin hairstyles you can do in minutes
Grampos: como não amá-los? Taí algo que eu não conseguiria viver sem. Além de colocar as madeixas no lugar, ele ainda pode ser um item interessante para virar um acessório.

•  Arthur, o homem de bem
Homens machistas que afirmam que são ~homens de bem. Onde moram? Do que se alimentam? Por que não admitem que são escrotos? Taí um tipo que me dá nojo. O texto é incrível, sem mais.

•  6 Dicas super fáceis para decorar a sua quitinete (sem reformas)
Amo esse compilado de dicas para decorar sem reformas. Eu moro em um apê alugado, então, qualquer dica desse tipo é bem-vinda!

•  O manual do que é ser mulher e a lenda urbana de que garotas não são amigas
A gente trabalha e trabalha para esse mito de que ~mulheres não são amigas~ caia por terra, mas é só assistir à TV que toda essa baboseira é reforçada. E o que me dói mais é ver mulheres concordando com tais afirmações, sem questionar. Isso tá tudo errado! Sororidade, moças, esse é o caminho. ;)

•  Calvin Harris – Pray To God (feat. HAIM)
Quase caí da cadeira quando vi que tinha música nova das lindas do HAIM. Essa parceria com o Calvin Harris ficou incrível – já quero dançar na baladjeeenha! <3

•  Blog planner digital 2015
A toda poderosa Lominha fez um planner digital e disponibilizou para toda essa blogosfera. Nele, você organiza sua agenda de postagens, contatos, ideias, anúncios e muito mais. Tem gente que estava super precisando de algo assim (essa sou eu). E, pra ter, basta pagar com um tweet – rapidinho!

separador-1

BÔNUS: Vamos falar sobre feminismo?
Quero aproveitar para falar que eu vou falar sobre feminismo nas próximas semanas lá no blog da Bru. O primeiro já foi ao ar e a recepção da galera foi muuuito positiva, fiquei feliz demais. :) Para quem quiser, é só acompanhar por lá ou na fanpage do blog, que eu aviso assim que um post for ao ar. :)

Comente aqui

4 comentários

  1. Bianca Moraes 9 de novembro de 2014
    às 23:29

    Também fiquei super incomodada com várias partes da música “All about that bass”. Cheguei a comentar com meu irmão, que não via nada de mais… e depois de analisar cada parte, ele acabou concordando comigo.
    A gente tem que aprender a criticar sem seguir a mesma lógica daquilo que estamos criticando, né? Senão vira só uma inversão de “oprimido – opressor”.

    Há! Agora vou ali visitar as várias abas que abri enquanto lia seu post… :)
    ;*

  2. Do Sofá 10 de novembro de 2014
    às 16:01

    já fui logo no link de cabelo =D
    Preciso aprender umas coisinhas novas p ele haha

    Blog do Sofá

  3. BA MORETTI 10 de novembro de 2014
    às 19:30

    texto maravilhoso sobre a armadilha do all about that bass. é muito fácil cair nisso. e o que eu mais gostei foi que não desmereceu a batida nem nada, só deixou claro que é bom absorver só o bom da música. o lance é estar ligada pra qualquer armadilha mesmo :)

    1. Gabi 10 de novembro de 2014
      às 22:05

      Exatamente, Ba! É puramente uma questão de pensar criticamente. :)